Tuesday, October 18, 2005

SIMPATIA

Dirceu busca ganhar tempo e "simpatia" para evitar cassação

Diogo Pinheiro
Da Redação

No dia em que o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) apresentará aos membros do Conselho de Ética seu parecer favorável à cassação do deputado José Dirceu (PT-SP) por quebra de decoro parlamentar, o ex-ministro intensifica a estratégia em duas frentes para tentar manter seu mandato e garantir seus direitos políticos.

A leitura do parecer do relator será feita nesta tarde.

Além de contestar pontualmente as acusações que pesam com ele, Dirceu se concentra em convencer parlamentares e ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) de que é inocente.

O ex-ministro irá pessoalmente à sessão do Conselho de Ética, acompanhado de seus advogados. Ele entregará um memorial com 30 páginas a cada um dos membros do conselho contestando cada uma das acusações e afirmando que elas são improcedentes e deve fazer ainda um discurso político antes do encerramento da sessão.

Dirceu foi acusado pelo PTB, partido do ex-deputado Roberto Jefferson (RJ) de ser o responsável, ao lado do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, pelo esquema do mensalão (distribuição de recursos para parlamentares em troca de apoio ao governo).

O ex-ministro nega a acusação e afirma que não pode ter quebrado o decoro parlamentar, pois estava licenciado do cargo e exercia a função de ministro da Casa Civil no período descrito na representação.

O deputado tenta ainda ganhar tempo para tentar convencer os parlamentares de sua inocência e garantir seus direitos políticos na possível votação em plenário.

A deputada Ângela Guadagnin (PT-SP) pedirá vistas do processo no conselho. Com isso, o voto do relator, indicando pela cassação de Dirceu, será feito apenas na próxima semana, já que a deputada terá o prazo de duas sessões plenárias para avaliar o processo.

Dessa forma, a defesa de Dirceu estima que, caso a indicação de cassação seja aprovada, ela só será colocada na pauta e julgada no plenário da Câmara na segunda semana de novembro, após o feriado de Finados. Assim, o parlamentar ganharia tempo para investir no convencimento de seus pares.

Ontem, Dirceu encaminhou uma carta a cada um dos 512 deputados que irão julgar sua cassação tentando desfazer a imagem de arrogante que ganhou durante o período que respondeu pela Casa Civil.

Justiça

Na outra frente de convencimento, Dirceu aposta que a maioria dos 11 ministros do STF que irão julgar o pedido de liminar, feito por seus advogados, solicitando a suspensão do processo contra ele no Conselho de Ética, sejam favoráveis a absolvição do ex-ministro.

O mérito da ação será julgado nesta quarta-feira (19). Se o STF atender ao pedido dos advogados, o processo será suspenso.